Sacred 3

Sacred 3

Será que existe algo que seja sagrado?

Sacred 3 dá um novo rumo à assustadora série Sacred. No lugar da exploração de mundos abertos dos primeiros jogos, o terceiro game chega com uma abordagem um pouco mais linear, oferecendo a você inúmeras fases e cenários para "curtir" o combate hack and slash e seu sarcástico humor, que de tão ruim acaba sendo bom. Ler descrição completa

PRÓS

  • Multiplayer para 4 pessoas
  • Combates envolventes
  • Belo mundo
  • Dublagem excelente

CONTRAS

  • Roteiro deixa a desejar
  • Repetitivo e linear
  • Requer repetir as mesmas missões para ganhar níveis

Razoável
6

Sacred 3 dá um novo rumo à assustadora série Sacred. No lugar da exploração de mundos abertos dos primeiros jogos, o terceiro game chega com uma abordagem um pouco mais linear, oferecendo a você inúmeras fases e cenários para "curtir" o combate hack and slash e seu sarcástico humor, que de tão ruim acaba sendo bom.

Capturar el Diablo

Sacred 3 muda o foco da série de um mundo aberto para uma coleção de níveis bastante linear. Isso altera dramaticamente a atmosfera do game, eliminando seu sentido de exploração para enfocar o combate em especial.

Com a história e os níveis impregnados por uma previsibilidade mundana, o sentido de descoberta e da surpresa se dissipa rapidamente. Isso antes de que longos novos níveis e inimigos pareçam reedições - um problema agravado por ser preciso ganhar experiência em fases prévias para uma atuação mais justa em etapas mais difíceis. Rastejar por um castelo em colapso e evitar quantidades razoáveis ??de estilhaços e armadilhas são atividades interessantes da primeira vez, mas a repetição infinita dessa fórmula fica logo tediosa e se impõe como regra.

De um ponto de vista mais positivo, o jogo oferece quatro personagens diferentes: um guerreiro com arma dupla, um arqueiro que atua em distâncias maiores, uma mulher rápida no manuseio de espadas e um lanceiro de alcance médio. Cada um tem seu próprio estilo de combate que - quando combinado com outras habilidades do personagem, a grande variedade de itens e os diferentes encantamentos possíveis - cria uma ampla gama de táticas especialmente úteis no modo multijogador.

Traga seus amigos

Sacred 3 não tem vergonha de ostentar sua ideologia de ação focada no console. Desde o princípio, fica claro que um controlador é o caminho para vivenciar melhor a ação, com os sticks duplos oferecendo uma via rápida para controlar diretamente o seu personagem.

Este foco no controle direto revela uma inclinação para uma interface mais tradicional de apontar e clicar, que gira ao redor do mouse, como em títulos como Diablo. Embora a mira fique sob responsabilidade do mouse, o movimento e as ações estão ligados ao teclado. Ele ainda funciona bem, mas parece um passo incompleto entre dois sistemas de controle bastante desconfortável no início.

Um resultado positivo disto é que, se você tiver um gamepad conectado ao PC - junto com um mouse e um teclado padrão - poderá saltar para um sistema multiplayer local de tela única. Capturar Zane com seus colegas (seja online ou na mesma máquina) é de longe a melhor forma de curtir o Sacred 3, o que acrescenta o tempero necessário a essa mistura.

Juntando diferentes gamas, competências e habilidades, você vai descobrir uma variedade de opções táticas para explorar a IA do inimigo - com alguns jogadores atuando como uma distração enquanto outros agem com relativa segurança.

Protetores de ouvido do Silêncio +3

Os cenários medievais detalhados do Sacred 3 são fantásticos. Os controles de câmera bloqueados permitem que o jogo alterne muito bem o ponto de vista principal, com a vista isométrica padrão ocasionalmente varrendo os arredores para oferecer dramáticos momentos de deslocamento lateral (pelo menos na primeira vez que você o vir).

Personagens e chefes são igualmente bem formados, embora a vista ampliada signifique uma grande perda de detalhes.

Onde ele começa a desmoronar, para mim, é no trabalho de roteiro e narração de voz. A série sempre apresentou um humor rompedor e irreverente, mas Sacred 3 leva essa característica a um novo nível. Sua guia, Aria, comunica-se com você e seu herói telepaticamente, mas sua brincadeira de mão única rapidamente torna-se cansativa com seus comentários "sexy" e "inocentes" bastante imprudentes na melhor das hipóteses. Isso, combinado com vários outros espíritos e inimigos comentando e fazendo provocações intrometidas, resulta em uma conversação fútil e constante.

É claro que essa característica é algo pessoal, e alguns indivíduos aparentemente curtem o diálogo. Certamente dei risadas em algumas ocasiões e (importante) reconheço que imprime alguma personalidade à experiência. Para mim, no entanto, foi tudo muito irritante, e esse conteúdo não adiciona valor à narrativa.

Poderia ser mais

Sacred 3 é um jogo bastante sólido. A ação é responsiva e o combate é divertido quando jogado entre amigos. Infelizmente, sua mistura de batalha e níveis lineares significa que você acaba se sentindo como se nunca tivesse qualquer tipo de liberdade para explorar o atrativo mundo de Sacred 3.

Em última análise, tudo se resume a se você e seus amigos acreditam que a "sagacidade" do Sacred 3 é algo realmente divertido. Se não for assim, recomendo que você passe longe deste título.

Sacred 3

Download

Sacred 3